Arquivo da tag: esquerda

Diferença ente a mentalidade de direita e de esquerda

Um jovem caminhava pela rua com seu vizinho sexagenário. Durante o percurso, se depararam com um grupo de mendigos, despertando o sentimento de piedade no rapaz. Então, o rapaz disse: “Eu daria casa, comida e roupas para esses desafortunados!”.

Assim, o homem constatou:  “Bem-vindo à esquerda.”

O senhor, calejado pela vida e ciente da fraqueza de vontade dos jovens, fez uma proposta:

Continuar lendo

Anúncios
foro de são paulo sp

Olavo de Carvalho: o pavor da esquerda brasileira

Palmas para o Professor Olavo de Carvalho por revelar ao povo brasileiro o maior esquema criminoso latino-americano de todos os tempos: o Foro de São Paulo. 

Graças a ele, descobrimos que o PT, PSDB, PSOL, PCdoB, PMDB, PP, PSB et caterva são um só partido que fingem fazer oposição uns aos outros com o objetivo de manter o grupinho no poder. Para eles, pouco importa se o governante é petista, tucano ou pmdbista, contanto que seja do Foro de São Paulo, como é o caso dos últimos seis presidentes.

Trocando em miúdos: se você é petista, também é tucano. Se você é tucano, é pmdbista por tabela. Se defende o PSOL ou PCDOB, também é a favor do PSDB e PMDB.

Eles fazem o povo de trouxa quando fingem existir oposição entre PT e PSDB, porque são um só partido: o Foro de São Paulo. Oposição de verdade vem de fora do esquema, como é o caso do Partido Novo, Família Bolsonaro e liberais como Roberto Justus.

Olavo de Carvalho é o pavor da esquerda brasileira.

6 provas cabais de que um político é bom

Todas as melhores figuras públicas compartilham essas 6 características:

1 – É odiado pelos petistas.

2 – É odiado pelos tucanos.

3 – É odiado pelos políticos e membros do PSOL e toda a extrema-esquerda.

4 – É odiado pelos integrantes do PMDB e todos os partidos de centro.

5 – Sofre calúnias e difamações infinitas por parte de toda a imprensa mainstream como Globo, Folha, Estadão, Veja, Época, Carta Capital, CNN, NYT, BBC, The Economist, El País e toda a corja de jornalistas financiados pelo estabilishment.

6 – Toda a parcela improdutiva da sociedade o odeia: políticos corruptos, sindicalistas, ativistas de direitos humanos, sem-terra, sem-teto, membros de movimentos estudantis, ambientalistas, marxistas, defensores de ditaduras totalitárias, maconheiros, abortistas, idólatras da promiscuidade sexual, bandidos, traficantes, apadrinhados de políticos e toda essa corja que mama nas tetas do governo sem trabalhar .

 

Exemplos: Donald Trump, Jair Bolsonaro e filhos, Magno Malta, Ana Amélia, Danilo Gentili, Rachel Sheherazade, Silvio Santos, Sergio Moro, Deltan Dallagnol, Olavo de Carvalho, Percival Puggina e Roger Scruton.
Políticos e figuras públicas como as supracitadas que angariaram o ódio e inimizade dessas seis classes de inimigos públicos elencadas têm 99% de probabilidade de estar no caminho certo e defender os interesses do povo.

A esquerda ainda precisa aprender muito com a direita sobre democracia 

A elite esquerdista mundial diz que o povo é sábio e sabe o melhor para si quando elege uma figura querida do establishment e chamado sua escolha de “festa da democracia”.

Curiosamente, quando esse mesmo povo elege um opositor da esquerda caviar, ele passa a ser chamado de burro, ignorante, sem instrução e a escolha de um liberal ou conservador passa a ser um “atentado contra a democracia”.

Nos últimos 13 anos, a direita se resignou em aceitar os candidatos do estamento burocrático no poder. Tocamos nossa vida, trabalhamos, estudamos e estamos vivos, apesar de tudo.

Agora é a vez da esquerda aprender com a direita o respeito à democracia e ao voto popular.

2016: só derrotas para a esquerda

Hillary está sendo investigada pelo FBI e vai ser presa, a exemplo dos políticos de esquerda brasileiros. A tentativa de homicídio de Trump só mostra o desespero de perder a teta por lá.

Esse ano está terrível para a esquerda mundial: eleição de Macri na Argentina, pé no rabo da Dilma, derrota fragorosa de Haddad em São Paulo, massacre de Crivella em cima de Frouxo no Rio, perda de 90% das prefeituras pelo PT e linhas auxiliares, vitória do Brexit, derrota da esquerda na negociação com os terroristas da Farc. Só derrotas.

Trump venceu, para desespero geral do Partido Democrata e da esquerda mundial, que assiste com temor a derrocada de seu esquema criminoso de dominação político-ideológica. Agora o espírito da democracia e do livre mercado voltarão a reinar na América .

Como desgraça pouca é bobagem, morreu Fidel Castro, o último ditador sanguinário idolatrado pela esquerda mundial e grande amigo de Lula, Dilma, FHC, Aécio Neves e a Psolzada.

Para completar 2016 com chave de ouro, só falta a cassação do Jean Willis, impeachment de Maduro e Lula na cadeia.