Arquivo da tag: ditadura do politicamente correto

Agradecimentos ao DCM e aos esquerdistas que acessaram esta página

Danilo Gentili, exemplo a ser seguido na resistência à censura da ditadura petista.

De tempos em tempos, a página Visão Distinta sofre ataques dos patrulheiros do politicamente correto, a versão petista da Gestapo nazista. Para não quebrar a tradição totalitária dos partidos revolucionários. Desta vez, o ataque foi por conta do post Por que direitistas são melhores cônjuges, cujo texto foi copiado e colado na página ultra-esquerdista Diário do Centro do Mundo (DCM), neste link.

Uma honra para um diário tão despretensioso quanto o Visão Distinta!

Esta humilde página, escrita nas horas vagas por puro hobby, de caráter meramente opinativo, com o objetivo de esclarecer e explicar dúvidas dos alunos e amigos e compartilhar videos e artigos bacanas, caiu na grande mídia vermelha e teve seus acessos alavancados em alturas nunca dantes vistas. Obrigado, esquerda!

Mas o melhor nem foi isso. Ao abrir a página de lucros do WordAds, vou poder fazer a primeira retirada de lucros! Não se faz dinheiro grande escrevendo para algumas centenas de amigos e leitores, mas graças aos petistas, vou poder investir uns trocados no Tesouro Direto, para financiar o governo do presidento Michel Temer, eleito pelos petistas.

Continuar lendo

Anúncios

Ciro Gomes: um Lula com diploma

 

 

Ciro Gomes Lula com diploma

Ciro Gomes é um Lula que aprendeu matemática e um pouco de economia. Com o mesmo oportunismo e discurso falso que elegeram seu mentor e levou o Brasil ao caos que hoje estamos.

Ciro Gomes mantém as mesmas idéias retrógradas da esquerda: defesa de privilégios de políticos por meio de um estado grande e burocrático, sempre trabalhando para enriquecer oligarcas. Se diz inovador, mas se mostra um defensor ferrenho da velha política, em termos práticos.

Defesa da corrupção e impunidade de assassinos, estupradores, corruptos e ladrões. Estado centralizando o planejamento da economia e escolhendo empresários favoritos, a troco de propinas para campanhas eleitorais. Se diz progressista defendendo idéias de Mussolini, copiadas por Getúlio Vargas e Lula.

Continuar lendo

jose de abreu gestapo petista

Movimentos sociais: a versão petista da Gestapo

Toda ditadura totalitária de esquerda possui ou possuía sua polícia político-ideológica: os soviéticos com a NKVD, depois transmutada em KGB e os nazistas tinham a Gestapo (Geheime Staatspolizei, ou polícia secreta do estado), além de um exército encarregado de combater e exterminar adversários políticos, a famosa SS (Schutzstaffel, ou tropa de proteção), liderada por Heinrich Himmler. Apesar dos nomes pomposos, sua função precípua era perseguir adversários do regime.

Outra característica destes regimes residiam no controle da mídia e forte esquema de propaganda estatal, visando à difusão da ideologia dos líderes esquerdistas. O propagandista mais famoso foi Joseph Goebbels, responsável pela divulgação do nacional-socialismo de Hitler.

mst

E o que isso tem a ver com o PT e a esquerda brasileira?

Todos sabem que a esquerda brasileira atual, a qual cresceu e se desenvolveu a partir dos anos 50, se inspirou em ideais comunistas e socialistas para compor seu conteúdo programático. Procura reproduzir todas as características dos regimes totalitários, especialmente o comunismo que ainda sobrevive em Cuba e na Coreia do Norte.

Além da absoluta falta de liberdade e propriedade estatal de todos os meios de produção (inclusive as pessoas), a forte repressão aos opositores, controle absoluto da mídia e existência de polícias políticas são fatores imprescindíveis de qualquer ideologia de esquerda, mesmo sob democracias.

Com a queda do comunismo e a derrota da revolução armada na América Latina, a esquerda passou a adotar a estratégia fabiana da ocupação de espaços na sociedade e sua implantação  pela via cultural, como ensinou Antonio Gramsci. Ela consiste na alteração da cultura e implantação de paradigmas socialistas nas escolas, TV, filmes e via narrativas. A esquerda trabalha para colocar a consciência coletiva dentro de caixas criadas por ela. Para manter e reforçar sua hegemonia cultural, precisa de uma patrulha ideológica para reprimir ideias contrárias e opositores.

Com esse objetivo, a esquerda  brasileira criou os movimentos sociais.

Continuar lendo