Só o trabalho produz a riqueza

Esse sistema político criado pelos sociais-democratas europeus nos anos 50, chamado welfare state, tinha como objetivo trazer a segurança material a todos os cidadãos de um país. Mas muitos problemas derivaram dele, posto que se baseia no socialismo ricardiano e, sendo socialismo, não tem como dar certo.

Os próprios países idealizadores desse sistema, como a França e Alemanha, atestam sua insustentabilidade a longo prazo e reconhecem que o sistema está falido.

Aqui na América Latina, governantes mal-intencionados usam o assistencialismo para escravizar os cidadãos mais vulneráveis e cooptá-los a sempre votar neles, para perpetuarem seu projeto de poder e implantar o socialismo pela via gramsciana. Exatamente como ocorreu na Venezuela.

Agora a ficha está caindo e o último bastião do socialismo, o democrático, defendido pelo PSDB e PMDB, está ruindo.

Em breve, todos nós constataremos que a criação de riqueza é a única forma de trazer qualidade de vida ao povo, ao passo que a distribuição desta se dará pelo TRABALHO, não por governos autoritários que confiscam a riqueza dos trabalhadores e doam a outros que possuem plenas condições laborais, mas não desejam se esforçar e acreditam que outros lhes deve algo.

Programas sociais são medidas analgésicas para doenças sociais graves. Matam a fome do pobre no curto prazo, mas o torna escravo do sistema se não encontrar a porta de saída rapidamente. Da mesma forma que uma injeção de morfina tira a dor do paciente com câncer, mas se este não fizer a quimioterapia, morrerá em pouco tempo.

E qual a cura da pobreza? Educação e oportunidades de trabalho e desenvolvimento pessoal. Algo fora de moda nos governos pós-1985, pois estes não desejam perder o seu rebanho de eleitores fiéis, os quais acreditam que os trabalhadores mais afortunados devem sustentá-los. Para manter o seu domínio, usam o medo como principal arma para mantê-los sob seu domínio ideológico, condenando aqueles que tomam caminhos mais arriscados, como o empreendedorismo e auto-aprimoramento, e tratam a geração de empregos e lucros como algo a ser repreendido. No Brasil, o sucesso ofende.

Um dos principais pontos a serem mudados na mentalidade do brasileiro é a valorização do trabalho. Ele é o único caminho para uma nação se desenvolver de maneira sustentável. Tirar dos que trabalham para dar para os que não trabalham gera pobreza a médio e longo prazo.

Só o trabalho produz a riqueza!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s