Os melhores marqueteiros da direita são os esquerdistas

bolsonaro_esquerda

A esquerda é só amor e tolerância. A esquerda apoia o debate de ideias e aceita divergências. Este meme é a prova de eles amam a democracia, a liberdade de expressão e a diversidade.

No post mais popular da página Visão Distinta, A jogada de mestre de Bolsonaro na votação do impeachment, com mais de 20 mil acessos, recebi o seguinte comentário de um leitor de esquerda:

Seu imbecil…você e seu candidato apoiam a tortura de pessoas inteiramente por questões ideológicas…você percebe isso? você nem tá falando de torturar ladrões ou assassinos não, mas simplesmente torturar quem não pensa como vocês…se um Lula da vida implantasse uma ditadura esquerdista pra torturar conservadores, vc era o primeiro a se fuder… por essas e outras, que o seu candidato de merda nunca vai ganhar pra presidente…e vc pode zoar e ladrar a vontade, mas nada do que você fizer vai mudar essa realidade.

Ao que eu respondi, sempre com base nos princípios do livre debate:

“Estamos em uma democracia e chegou a hora de a esquerda se abrir para o debate para que se saiba A VERDADE, não só aquilo que interessa aos marxistas e fabianos do PT/PSOL/PCdoB/PSDB. Agora uma breve aula de história:

No início dos anos 60, os soviéticos criaram e armaram um exército de guerrilheiros com o objetivo de dar golpes nas democracias latino-americanas e transformá-las em ditaduras do proletariado. Esses guerrilheiros, nos quais se incluem Che Guevara, Marighella, Lamarca, Genoíno, Zé Dirceu e Dilma Rousseff, que mataram em torturaram em nome da ideologia marxista e trotskista.

A ditadura militar foi a versão da Guerra Fria no Brasil. Assim como os guerrilheiros lutavam pelo comunismo, os americanos ajudaram os militares a manter a democracia e a liberdade no Brasil.

A intervenção militar, clamada pelo povo nas ruas e aprovada pelo Congresso Nacional em 2 de abril de 1964 tinha como única ideologia manter a liberdade do povo brasileiro, livrar-nos do comunismo. Foi uma reação à tortura e aos crimes cometidos pelos guerrilheiros treinados em Cuba. Esses sim torturavam por questões ideológicas.

Nenhum direitista e a maioria da população defende a tortura gratuita, algo que nunca ocorreu. Os militares torturaram em reação aos crimes dos revolucionários comunistas que queriam tirar a liberdade do povo brasileiro, que também torturavam e matavam em nome da ideologia.

Esse argumento é inválido porque houve excessos de ambos os lados. Mas os militares fizeram isso em DEFESA da liberdade e do estado de direito, enquanto revolucionários como Che, Dilma, Marighella e Lamarca ATACARAM nossa soberania para dar um GOLPE e implantar a ditadura do proletariado. Ustra lutou pelo Brasil e Dilma lutou pelo comunismo.

Se um Che Guevara, Marighella, Lamarca, Dilma ou Lula da vida implantasse uma ditadura comunista no Brasil, estaríamos todos fudidos, começando pelas minorias: Negros e índios? todos mortos. Gays? Todos mortos. Sem-terra? Todos mortos. Mulheres? Devem obedecer o que o ditador manda ou vai para el paredón. Em uma ditadura do proletariado, o que menos importa é ser liberal, conservador ou esquerdista, basta discordar do ditador que você está morto.

Vou explicar uma coisa sobre liberais e conservadores: diferentemente da esquerda, não precisamos da figura do líder. Nossa base é a ideologia flexível e com único objetivo de encontrar as melhores soluções para o desenvolvimento do Brasil. Apoiamos Bolsonaro pela coragem de lutar contra a ditadura do politicamente correto e a censura imposta pela Gestapo governista, representada pelos movimentos sociais, que querem calar apenas opositores de forma antidemocrática.

Os valores fundamentais da direita são a liberdade, redução do tamanho do estado, corte de impostos, valorização da família, liberdade de crenças, estímulo ao empreendedorismo, fim da impunidade de todos os bandidos, melhorias da segurança pública, eliminação de Paulo Freire das escolas, comércio com os EUA, Japão e Europa, abertura comercial, estímulo à indústria, investimento em infraestrutura e liberdade de imprensa, entre dezenas. Se Bolsonaro não apoiasse essa pauta, não teria tanto apoio.

E se ele não se eleger, votamos em outros como Ronaldo Caiado, Marcel van Hattem, João Amoedo ou outro liberal e/ou conservador. Não nos apegamos ao líder como à esquerda, mas ao progresso do Brasil e do povo brasileiro.

E quando você começa seu comentário com “seu imbecil”, você mostra a verdadeira cara da esquerda e toda sua tolerância a ideias divergentes. Começar uma argumentação com um ad hominem já tornou seu comentário perdedor logo de saída, porque mostrou que atingimos nosso objetivo de desestruturar os esquerdistas.

Obrigado por comentar, você nos provou que a esquerda é só amor!”

Após toda a explanação, ele respondeu:

Cara, quem você acha que engana? Só esse povo que tá aqui te aplaudindo mesmo…

Continuando o debate:

A esquerda enganou o povo desde 1994 até 2015, quando o esquerdista FHC se elegeu. E tudo que FHC implementou, Lula e Dilma ampliaram, inclusive enganar o povo.

A esquerda enganou o povo dizendo que lutou pela democracia, quando na verdade lutaram pela ditadura do proletariado, como denunciaram Fernando Gabeira e Eduardo Jorge.

O PT enganou o povo dizendo que acabou com a fome e a miséria com os programas sociais. Qualquer visita a uma capital do nordeste desmente isso.

O PT/PSOL/PSDB sempre pregaram o aumento de impostos afirmando que isso melhoraria a vida do pobre. Observou-se justamente o contrário, pois mais tributos geram inflação e os menos favorecidos gastam um percentual maior de sua parca renda que os ricos. Mais carga tributária aumenta a desigualdade social.

A esquerda radical prega a luta de classes, dizendo que os capitalistas exploram os trabalhadores. Não percebem que a cooperação entre as duas categorias é necessária, pois os ricos precisam da força e trabalho dos pobres e os pobres dos empregos e salários gerados pelos ricos. Promover a luta de classes é a verdadeira enganação.

Posso dar milhares de exemplos, mas a estratégia de Stalin que você usa não funcionará mais. Me acusar daquilo que você faz e me xingar daquilo que você é não faz mais sentido.

Você não precisa acreditar em nada do que digo, mas garanto que o PT/PSOL/PCdoB/PSDB não vão mais enganar 93% da população como nos últimos 20 anos. Agora eles estão do nosso lado e estamos crescendo.


Precisamos continuar estudando e aprendendo cada vez mais para fazer a direita renascer e crescer, sempre baseados na argumentação racional e sem perder a cabeça. Não podemos cometer erros como o do meu leitor, que iniciou o comentário com um ad hominem (me xingando de imbecil). Perdeu o debate nas primeiras duas palavras.

Na tréplica, ele jogou um argumento com o artifício retórico de inverter os papéis. Ele afirmou que eu (e a direita) enganamos o povo, quando há milhares de evidências de que a esquerda que o faz. Respondido com uma breve lista de algumas situações em que os governistas o fizeram.

Ademais, expus meus argumentos sem atacá-lo pessoalmente, princípio básico para fortalecer suas posições. E o mesmo recomendo para todos nós. Argumentos fracos como “Você é burro”, “seu coxinha/mortadela ignorante”, “vá estudar história” não promovem ninguém.

Ninguém melhor que um esquerdista para fazer propaganda para a direita. E continuemos a nos aprimorar. Caso o autor veja este post e queira responder, estamos abertos ao diálogo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s